sábado, 27 de janeiro de 2018

COM 8 MILHÕES DE TONELADAS DE PLÁSTICOS POR ANO NOS OCEANOS 90% DAS AVES MARINHAS TÊM ESSE MATERIAL POLUENTE NO ORGANISMO



Oceanos terão mais plástico do que peixes em 2050, diz estudo que está sendo divulgado agora no Fórum Econômico Mundial de Davos: a única saída é criar nova estrutura de embalagens em todo o planeta e isso é possível segundo especialistas entrevistados em matéria da France Press

 
Em debate no planeta a overdose dos plásticos

Fundação ecológica de navegadores investiga poluição dos mares


O uso em massa de plásticos é tão gigantesco nas atuais sociedades de consumo que os oceanos abrigarão mais detritos plásticos do que peixes em 2050, foi a notícia que circulava nos bastidores do Fórum Econômico Mundial de Davos. "O sistema atual de produção, utilização e descarte de plásticos tem efeitos negativos importantes: de 80 a 120 bilhões de dólares de embalagens plásticas são perdidos anualmente. E além do custo financeiro, sem nada em troca, os mares da Terra terão mais plástico do que peixes até 2050, conclui a pesquisa realizada pela fundação da navegadora Ellen MacArthur com o apoio da consultoria McKinsey. São dados extremamente alarmantes, mas as autoridades mundiais ali reunidas tomarão providências? É a pergunta que fica no ar (em defesa de nossa águas).

Poluição dos plásticos: alerta nos bastidores do evento em Davos


Os cientistas, pesquisadores, ecologistas e até alguns jornalistas ou população ficam cada vez mais chocados com este megaproblema ambiental, porém, as autoridades mundiais não tomam atitude, é o que transparece por exemplo no discurso de Donald Trump em Davos, que evitou citar a dimensão de total gravidade no setor socioambiental do planeta. Trump no seu discurso não falou nada sobre esta pesquisa sobre a overdose de plásticos mas segundo o documento (distribuído a representantes de todos os países ali reunidos) a proporção de toneladas de plástico por toneladas de peixes já era de uma para cinco em 2014, está crescente agora entre 2017 e 2018, será de uma para três em 2025 e vai ultrapassar uma para uma em 2050, quando a vida submarina terá mais plásticos do que vida.

Urgente despoluir e recuperar a ecologia das águas, dos mares também

 
World Economic Forum esse evento é antes de mais nada comercial e de business mas algumas notícias e alertas de pesquisadores e de ecologistas invadiram o ambiente: no fórum em Davos onde circula a informação a seguir: especialistas calculam ser hoje  urgente e necessária uma refundação total das embalagens e dos plásticos em geral e a busca por alternativas ao petróleo como material de base para sua produção. Foi citado também que caso nada mude nesta situação de hoje, o plástico representará 20% da produção petroleira em 2050. Por causa dos sacos de plástico de uso único, 95% do valor das embalagens de plástico, estimado entre 80 e 120 bilhões por ano, se perdem, lamenta o WEF, pedindo o estabelecimento de canais de reciclagem verdadeiros e reutilização do material, além da urgente invenção de novos materiais sustentáveis para as embalagens.




Donald Trump em Davos nem citou a questão ambiental...


"Os modelos de produção e consumo lineares são cada vez mais questionados e isso é especialmente verdadeiro para os setores onde existem grandes volumes de baixo valor como as embalagens de plástico", alertou em sua declaração a navegadora Ellen MacArthur. Ela também solicitou urgência na criação de uma economia circular, reutilizando os materiais, afirmando que os países precisam urgentemente inventar novo tipo de embalagens, criando assim o futuro dos mares, hoje ameaçado pela overdose de plásticos.


A overdose de plástico nos mares começa nas águas de todo lugar


Vários países estão tentando limitar o uso de sacos plásticos. Na França, por exemplo, os sacos de plástico de uso único devem ser proibidos totalmente já agora em breve, em março deste ano. No Reino Unido, a legislação impõe que os consumidores paguem pelos sacos plásticos, a fim de tentar reduzir sua utilização. No Brasil, somente cientistas e ecologistas tentam mobilizar esta mudança, vital para que exista vida em nosso futuro.


(Confira mais informações e também mensagens e opiniões na seçao de comentários aqui neste blog de ecologia e de cidadania)


Bioplástico a partir de verduras, frutas e legumes estão avançados hoje



Plástico Biodegradável - Vários pesquisadores estão confirmando que todo problema possui uma solução sustentável, prega o movimento ecológico e científico. E não será diferente com a poluição das águas pelo plástico. Começou a ser fabricado, ainda em pequena escala, diferentes tipos de plásticos biodegradáveis, criados a partir diversas fontes e maneiras. Enquanto as pesquisas nesta área continuam, e enquanto não encontramos apenas produtos com plásticos biodegradáveis nas gôndolas dos supermercados, é fundamental que existam leis severas contra quem despeja (intencional ou acidentalmente) dejetos nos mares, tanto plásticos como de outros tipos.


Pesquisa de bioplástico sustentável em Madrid na Espanha


Fontes: France Press - G1 - Band News
              folhaverdenews.blogspot.com

8 comentários:

  1. A perda de 120 bilhões de dólares por ano com o uso dos plásticos isso e mais o custo da despoluição das águas, também dos oceanos, é um valor gigantesco, com menos da metade desta fortuna, poderá ser criado no planeta novo tipo de embalagens (como bioplásticos por exemplo) para resolver este drama mundial de forma sustentável e rápida, antes do caos.

    ResponderExcluir
  2. Logo mais, por aqui nesta seção, outros comentários e informações, bem, como, mensagens e opiniões, participe você também, você pode colocar aqui direto sua sms ou então enviar pro e-mail da redação do nosso blog que postamos aqui para você o seu conteúdo, mande então para navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  3. Vídeos, fotos, material de informação em geral você também pode enviar diretamente pro e-mail do editor de conteúdo deste blog, participe deste movimento, mande para padinhafranca603@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. "Pesquisadores de nossas universidades, laboratórios, engenheiros de materiais, todos eles têm condição de inventar nova estrutura para as embalagens, como é o caso do bioplástico, os governos precisam investir nisso": comentário de Josué Campos, advogado de Belo Horizonte, Minas Gerais, ele nos conta que vai tirar no IPT da USP patente dum cliente seu com este objetivo.

    ResponderExcluir
  5. "Estou dando um control C/control V nesta matéria deste blog e divulgando com todo mundo que tenho contato, importantes informações": comentário de Neusa Ésper, de Campinas (SP), a quem agradecemos a iniciativa, ela informa que enviará este post para a Unicamp também.

    ResponderExcluir
  6. "Até os homens e as mulheres nessa atual sociedade de consumo estão virando de plástico": comentário de Geraldo Santos Vieira, professor de Português, de Vila Velha (ES).

    ResponderExcluir
  7. "Começaram a ser fabricados, ainda em pequena escala, diferentes tipos de plásticos biodegradáveis, criados a partir diversas fontes e maneiras, também por aqui: o que falta para produzir em grande escala? Governantes com visão para fazer os investimentos certos e o Brasil ganhar mercado e liderança mundial": comentário de Hugo Juliano, de São José dos Campos, engenheiro.

    ResponderExcluir
  8. "Impressionante esta foto de Donald Trump, ela revela muita coisa sem precisar de legenda. Você sabe quem fez a imagem?": comentário de Hermpinia Batista, de Campinas (SP), formada em Comunicação pela Unesp. (Oi, Hermínia, a foto está no material nda agência de notícias France Press sobre o Fórum Globsl em Davos, também achamos que a imagem mostra bem o caráter melífuo ou maquiavélico deste político americano).

    ResponderExcluir

Translation

translation