sábado, 6 de janeiro de 2018

NÃO ESTÁ MAIS SENDO CELEBRADO O DIA DOS REIS (OS MAGOS QUE VISITARAM O MENINO JESUS) A NÃO SER EM FESTAS E FOLIAS NO INTERIOR DO BRASIL


Em várias regiões rolam as Folias de Reis nestes dias e por aqui os Marinheiros Francanos fazem cantorias, visitas a casas e apresentações há cerca de 40 anos: também na Bahia, em Minas, no Espírito Santo, no nordeste do país, em todo o cerrado e no sertão os 3 Reis Magos são revividos e cantados na tradição oral do povo que parece celebrar o lado divino da vida


 

Esta data e as Folias de Reis tradição oral dos 3 Reis Magos visitando Jesus...
...recontada com cantorias e festa popular há 300 anos no Brasil

Ontem, os Marinheiros Francanos já estavam fazendo visitas e hoje todo o grupo se reúne para um almoço de confraternização e depois parte para visitar casas de devotos e de admiradores dos hinos de Reis. O líder deste grupo de Franca (SP), Valdeci Silva faz questão de agradecer o professor de música, Delmiro Batista, exímio flautista que vai enriquecer o lado musical das Folias de Reis na cidade e região, mais uma vez. O filho de Valdeci, o jovem Alexandre Silva nos passa muitas informações, comenta que foram convidados a se apresentarem na TV Cultura em São Paulo (possivelmente, no programa Senhor Brasil, de Rolando Boldrin, está para ser agendado). Ele comenta que parece estar crescendo até mesmo na rapaziada o interesse por reabilitar esta festa, que os cristãos em geral consideram sagrada: "Não é uma data comercial, está fora do calendário do consumo, mas faz parte de tradições seculares, aqui em Franca meu pai e seus amigos e amigas participam destas celebrações desde os anos 70, hoje está desaparecendo mas pode ainda voltar essa tradição".


Uma das formações do grupo Marinheiros Francanos há 40 anos...
...fazendo Folias de Reis

O mesmo acontece em Cachoeira Paulista (SP), em Capetinga (MG), em Goiás Velho (GO), em Salvador na Bahia, no Crato, Ceará, no Rio e Janeiro e em centenas de lugares, em cidades e no meio rural.  É uma tradicional festa trazida pelos colonizadores portugueses no século XVIII e que ainda se mantém viva em diversas localidades. A Folia de Reis normalmente é um grupo que reúne cantadores e instrumentistas com violão, sanfona, ganzá, zabumba, triângulo, pandero (flauta em alguns grupos), dançarinos, palhaços, bonecos, para celebrar a data, algo de muito valor cultural e religioso, segundo o pesquisador e professor de Jornalismo na Faculdade Canção Nova, João Rangel, especialista nessa tradição: “Em Portugal, a manifestação cultural tinha a principal finalidade de divertir o povo. Aqui no Brasil, passou a ter um caráter  religioso e até sagrado, na crença de muitos praticantes, cantam e tocam como uma forma de oração". 



 Marinheiros Francanos viajam por toda a região...

...por aqui e por todo interior a festa do divino ainda nas ruas



Embora o Dia dos Santos Reis seja oficialmente celebrado apenas em 6 de janeiro, em muitos lugares os festejos começam logo após o Natal, seguem por do final de ano. "Não tem hora nem dia, depende também da devoção", argumenta Valdeci Reis, que coordena o grupo Marinheiros Francanos. Muitos seguem também o calendário litúrgico e comemoram esta festa no domingo da Epifania. É o que tem acontecido em Belo Horizonte (MG), onde grupos de Folia de Reis visitam presépios, casas e igrejas.No Santuário Nossa Senhora da Piedade, em Caeté, mais de 40 pastorinhas, da cidade de Santa Luzia, seguiram em procissão encenando a Folia de Reis visitando pontos de concentração de devotos e de admiradores da tradição oral dos Três Reis Magos através de cantigas populares. 


Folias de Reis em Mariana, Minas, tem encenação especial



A festa de hoje foi celebrada também  na Comunidade Divino Espírito Santo, que recebeu a visita das Guardas de Marujos de Nossa Senhora do Rosário e Santo Expedito de Ravena (Distrito de Sabará), do Congado Santo Antônio de Caeté e do Coral da Ordem dos Templários da Cruz de Santo Antônio, da cidade de Santa Luzia, tradições de 200 anos. Os caminhos percorridos pelos grupos de Folia de Reis remetem ao percurso feito pelos Magos até encontrarem o Menino Jesus. Os grupos de Folia de Reis percorrem as cidades entoando versos alusivos à visita dos três Reis Magos, passando de porta em porta em busca de oferendas, que podem variar de um prato de comida a uma simples xícara de café. Em cada casa que é acolhida, a Folia se apresenta cantando e tocando músicas de louvor a Jesus e aos Santos Reis, com fé mas também com muita alegria.



Folias de Reis em Goiás, Mato Grosso, Rio, Minas, Bahia, por todo interior do país



A tradição da Folia de Reis conta com diferentes figuras que formam os grupos, sendo o líder o Capitão, que carrega a Bandeira. “Geralmente feita com tecido e decorada com figuras que representam o menino Jesus, a Bandeira é enfeitada com fitas e flores de plástico, tecido ou papel, sempre costuradas ou presas com alfinetes, nunca amarradas com ‘nós cegos’”, esclarece o pesquisador  João Rangel, ao destacar que se trata de uma crença segundo a qual a forma de prender os enfeites é uma maneira de “não ‘amarrar’ os foliões ou atrapalhar a caminhada”. Há também as estrepolias dum palhaço, com suas roupas coloridas, máscara e uma espada ou varinha de madeira. Os outros participantes da Folia cantam e tocam seus instrumentos musicais, como violas, violões, caixas, pandeiros, também enfeitados com fitas e tecidos coloridos. Cada cor possui o seu próprio simbolismo, rosa, amarelo e azul, podem representar a Virgem Maria; branco e vermelho, o Espírito Santo, enfim, uma tradição popular de muita beleza e que pode ressuscitar significados que estão cada vez mais perdidos e distantes na realidade da sociedade de consumo e também na correria e até  violência atual do dia a dia. "Com tantos feriados sem sentido nem raiz de tradição, o Dia dos Reis deveria voltar a ser celebrado, lembrar de Jesus que nos trouxe mensagens e exemplos que poderão agora enriquecer qualquer pessoa e com certeza avançar a ecologia da nossa vida na atualidade", comenta por sua vez o repórter e ecologista Antônio de Pádua Silva Padinha, editor deste blog do movimento ecológico, científico e de cidadania que nestes dias está chegando, pela medição oficial Google, aquase 520 mil visualizações ao longo de 7 anos na web: "Prá gente interessa pouco o consumo e mais os eventos de cultura popular como as Folias do Divino que um dia poderão voltar com tudo, além do mais é uma festa bonita", conclui Padinha aqui neste post de resgate da data de 6 de janeiro, Dia de Reis: "É uma forma das pessoas se ligarem no lado divino da vida e do ser humano". 



(Confira na seção de comentários do blog mas informações sobre os Reis Magos e também mensagens sobre o Dia de Reis)
  


O dia dos Reis Magos anunciando o menino Jesus é lembrado hoje


Fontes: www.acidigital.com.br

             folhaverdenews.blogspot.com

9 comentários:

  1. Aí, na sua cidade e região, você pode conferir Folia de Reis e ter alguma noção desta festa ou desta tradição popular e/ou religiosa, em extinção na sociedade de consumo. Aqui nesta seção de comentários, vamos dar alguns detalhes sobre personagens do Dia de Reis, no caso os 3 Magos,


    ResponderExcluir
  2. Para resumir estudos de especialistas: 1) A Bíblia não diz que os magos eram três, nem menciona seus nomes 2) Os magos eram pessoas instruídas que vieram do leste.3) Os magos não visitaram Jesus na noite de seu nascimento. Segundo a Bíblia quando fizeram a visita (guiados por uma estrela) ele não era um bebê numa manjedoura, mas uma criança em uma casa e ele poderia até mesmo estar com até 2 anos de idade.

    ResponderExcluir
  3. Especialistas citam Mateus 2:11 que relata: quando eles chegaram em Belém Jesus já não era um bebê, mas uma criança pequena. Sobre a idade do jovem Jesus durante a visita dos magos, Mateus 2:16-18 nos diz que Hérodes descobriu depois que os sábios o tinham enganado, não tinham voltado para relatar a ele onde uma luz no céu os levou até onde estava o Menino Jesus.

    ResponderExcluir
  4. Os estudiosos então citam Mateus 2:16-18: "Herodes se irritou muito, e mandou matar todos os meninos que havia em Belém, e em todos os seus contornos, de dois anos para baixo, segundo o tempo que diligentemente inquirira dos magos.” É importante notar que, de acordo com esta passagem, Herodes colocou um limite de idade nas crianças do sexo masculino de dois anos para baixo de "DE ACORDO COM O TEMPO QUE ELE DILIGENTEMENTE INQUERIU DOS MAGOS". Em Mateus 2:7, durante sua entrevista (na verdade, interrogatório dos sábios) Herodes inquiriu com precisão a partir deles em que tempo a estrela apareceu.. Com isso, ele veio a conhecer a idade de Jesus. Assim, se Jesus nasceu quando "a sua estrela apareceu" no leste, pesquisadores da História desta época há mais de 2 séculos atrás concluíram que quando os magos visitaram Jesus ele poderia estar ainda com cerca de 2 anos de idade.


    ResponderExcluir
  5. Estas informações e pesquisas podem ajudar você a entender a a revalorizar tanto o Dia de Reis (hoje, 6 de janeiro) como também tentar descobrir na sua cidade e região grupos que celebram a data. As Folias de Reis continuam acontecendo, apesar do silêncio da maior parte da grande mídia, que está atrelada não tanto à cultura e sim mais ao consumo.

    ResponderExcluir
  6. Você póde colocar aqui nesta seção sua opinião ou sua mensagem, se preferir, envie por e-mail para a redação deste blog navepad@netsite.com.br e/ou mande seu vídeo, fotos, material de informação diretamente pro nosso editor de conteúdo deste blog, envie então para padinhafranca603@gmail.com

    ResponderExcluir
  7. "Superinteressante esta postagem e essa proposta de resgatar o Dia de Reis e de valorizar de novo as Folias do Divino": comentário de Manuela Morais, do Rio de Janeiro, que nos envia fotos da sua infância, seus familiares celebravam essa festa ou tradição, agora não mais.


    ResponderExcluir
  8. "Sou capaz de acreditar mais na tradição oral do povo do que na sociedade de consumo": comentário de Mário Mendes Ribeiro, de Divinópolis (MG), que pesquisa poesia e festas populares na região para um livro que está escrevendo, "Fundo de Minas".




    ResponderExcluir

  9. "Eu havia lido em Luís Câmara Cascudo como é um ritual tradicional o que se repete nas Folias de Reis de geração em geração, agora tem havido inovações hoje, as folias em forma de teatro ou de show, o que importa é mobilizar o jovem para ele celebrar o Dia de Reis Magos, isso é essencial na história de Jesus, por sua vez, fundamental pro ser humano": comentário de Marina Andrade Rubino, socióloga e católica, que vive em São Paulo.

    ResponderExcluir

Translation

translation