quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

UM DOCUMENTÁRIO FORA DO COMUM QUE MOSTRA UMA VISÃO CRÍTICA DE TODA A ATUAL ESTRUTURA DA VIDA NO PLANETA E QUE VIGORA TAMBÉM AQUI NO PAÍS

Thrive (Prosperar) é filme de Foster Gamble feito para mudar nossa visão de mundo e ampliar a liberdade de ação das pessoas para criar um futuro livre e sustentável

 
Aqui um resumo de informações sobre o conteúdo deste filme diferente



Aqui no blog da ecologia e da cidadania, um resumo básico sobre Thrive, documentário diferente, que sai da rotina, sendo baseado em estudos reveladores sobre a atual realidade globalizada. Começa propondo uma reflexão de que o nascimento de um ser humano a partir de um simples óvulo é uma das maiores maravilhas do mundo. "Somos capazes de dançar, refletir sobre nossa existência, acariciar um rosto e com um potencial ilimitado, o ser humano foi feito para avançar, para prosperar, porém, a imensa maioria das pessoas no planeta vive somente tentando sobreviver", comenta Márcio Otake, fazendo no site deste filme uma pergunta: "Será que o universo trabalhou 14 bilhões de anos para conceber uma espécie que terminaria como inimiga da própria vida?"...

Pode o ser humano se libertar das atuais estruturas da vida global?


Você pode ver este filme aqui em nossa webpágina, na TV Folha Verde News, e caso se interesse por mais dados pode consultar o site www.Thrivemovement.com  sendo que este trabalho é o resultado de pesquisas de Foster Gamble que descobriu que existe um código que pode levar a humanidade para um novo patamar e futuros desejáveis. Este código é o Torus, um padrão de organização que se pode ver em praticamente todos os seres vivos e em todos os fenômenos da natureza. O documentário é de grande impacto cultural, mostrando de forma didática como o mundo vem sendo há muito tempo conduzido para se tornar dependente das maiores corporações da Terra que controlam o petróleo e a distribuição de energia. Existem centenas de pesquisas de formas de energia limpa e livre que foram interrompidas ou não recebem investimentos por falta de interesse das corporações na descoberta de estruturas energéticas limpas, renováveis e livres para todos. Nesse sentido, Foster Gamble se alia ao desenvolvimento sustentável, como uma forma de praticar a economia ecológica, são revelações e colocações que não são vistas na mídia em geral, com liberdade de crítica e que buscam mover as pessoas na atualidade para uma nova forma de viver. 



Um debate sobre a energiaTorus



"Procuramos mostrar de forma clara que vivemos em um mundo que foi construído para dar poder para as elites. Vivemos em uma Matrix, cujas forças motrizes são o medo e a escassez", argumenta Foster Gamble: "O sistema financeiro dos bancos vem controlando os períodos de prosperidade e as fases de crise como forma de concentrar ainda mais a riqueza". 



  Uma nova energia algo mais do que só planetária




Qual a solução para criarmos o mundo de prosperidade e colaboração? Foster Gamble afirma que a solução é buscarmos aumentar a nossa consciência pessoal e do maior número de pessoas ao nosso redor com estas informações críticas sobre a atual estrutura da vida, que os hippies e a contracultura nos anos 60 e 70 chamavam de sistema e os governos de complexo industrial militar. O documentário define em vários setores básicos e essenciais, como saúde, educação, dinheiro, meio ambiente, como funciona essa estrutura que Foster Gamble enfoca como embrião duma ditadura global, que nós com a força da Internet, conectando pessoas, podemos despertar, ampliando a quantidade e a qualidade da informação pública, promovendo a clareza de pensamento e da ação para mudar esta realidade que se apresenta hoje em todos os países e vem sendo construída numa história de dominação das massas, exploração dos recursos da natureza e do limite da liberdade das pessoas e da população em geral. 


Em busca da verdade e de nova realidade


"A maior prisão que as pessoas vivem é o medo do que as outras pessoas pensam ou venham a fazer contra elas”, David Icke mostra como as sociedades foram moldadas para ridicularizar, marginalizar, perseguir ou destruir a pessoa que pensa diferente. Essa seria uma forma de controle das massas pelas próprias pessoas, a dano da liberdade e também da prosperidade de todos, a bem somente das poucas famílias que dominam o poder das corporações globais, que estão acima dos bancos e dos governos nacionais. Ele diz que vivemos em uma Matrix. Segundo a conclusão do documentário, a proposta de solução é buscarmos novas formas de atuar em 12 grandes áreas que cobrem todas as áreas de atividades da humanidade, como as artes, a economia, a educação, o meio ambiente, o governo ou a política, a saúde, a infraestrutura, a justiça, a mídia, as relações humanas, a espiritualidade, a ciência e a própria visão de mundo ou filosofia de vida de cada ser humano, o acesso à sabedoria e à evolução. Há uma valorização da Não Violência ou do uso da inteligência, incluindo a busca da verdade e da nova energia, que é sintetizada no conceito de Torus que é mais do planetário e sim algo cósmico, extraterrestre, universal, ligado a todo o universo da vida e que pode ser resumido como nova energia. 


Foster Gamble divulga a energia do Torus



"Apesar do cenário parecer desfavorável para mudar e avançar tanto, nós temos uma boa perspectiva de que o futuro seja possível, podemos fazer uma analogia, mostrando que assim como a lagarta devora e consome muitos recursos, em um determinado momento ela se recolhe em um casulo para iniciar o processo de transformação que termina com a transformação na borboleta, nós também podemos transformar as atuais condições da realidade e da nossa vida. Parece que este é desafio atual e cabe a nós fazermos parte da mudança, capaz de criar um futuro feliz para todos" (Foster Gamble).

Torus, energia universal de todas as formas de vida?


(Confira na seção de comentários aqui neste blog outras informações sobre este filme e movimento cultural, bem como, mensagens e opiniões)


Fontes: thrivemovement.com
             folhaverdenews.blogspot.com



10 comentários:

  1. A seguir, um resumo dos comentários sobre a energia Torus feitos pelo Instituto Vector Equilibrium, confira que faz parte do conteúdo do documentário e do movimento que ele tenta avançar.

    ResponderExcluir
  2. "A forma precede o nome e sua história precede a escrita. O fluxo do universo se manifesta nesta forma, e Torus é o nome dado a este fluxo de retroalimentação presente em toda a natureza. A influência e a forma deste fluxo podem ser notadas diretamente quando se observa por exemplo a forma de uma maçã, de uma abóbora, a forma dos campos magnéticos naturais dos imãs, dos planetas, da Terra, das estrelas, das galáxias, dos buracos negros, etc. Podemos notar também a forma deste fluxo quando observamos a forma do campo eletromagnético dos seres vivos, como por exemplo do corpo humano, no qual o centro gerador desse campo é o Nó Sinusal no coração, que marca o pulso e gera impulso elétrico fazendo o coração bater. Como consequência desse campo elétrico, há um campo magnético na forma do Torus que envolve todo nosso corpo. O tamanho deste campo é diretamente proporcional ao potencial elétrico gerado no coração. Outros corpos vivos como animais, plantas, organismos unicelulares, e até mesmo elementos químicos e o spin dos elétrons, também apresentam um fluxo energético na forma do Torus. Fenômenos naturais como furacões, tornados, ciclones, redemoinhos de vento e água apresentam também seus vórtices nos moldes do fluxo Torus": comentário do Instituto Vecto Equiilibrium.


    ResponderExcluir
  3. "Para os celtas, o fluxo da vida, o movimento do Universo e os ciclos eram representados pela Árvore da Vida Celta, na qual as raízes mais inferiores se ligam a seus galhos mais superiores, resultando nitidamente na forma do fluxo Torus, tendo também relação com o preceito hermético: “O que está em cima é como o que está embaixo, e o que está embaixo é como o que está em cima”. Povos ancestrais como os sumérios e os egípcios, entre outros, conheciam um símbolo muito antigo chamado de Semente da Vida, o qual é composto por sete círculos interconectados. Esse símbolo é conhecido como padrão da gênesis, e simboliza para muitas culturas a criação e a própria unidade formadora do universo, pois as células dos seres vivos se desenvolvem tendendo a este padrão. Um aspecto interessante de se notar é que quando a semente da vida é rotacionada, suas linhas formam as linhas de um vórtice, que quando observado de cima é o próprio fluxo Torus visto em duas dimensões. Quando substituímos os círculos da semente da vida por esferas temos o fluxo Torus em três dimensões. Portanto, pode se levar em conta que o fluxo Torus esta implícito no código gerador da vida, a Semente da vida": comentário no site do Instituto Vector Equilibrium.

    ResponderExcluir
  4. "Um outro aspecto interessante é o símbolo do infinito representado por muitas culturas como um 8 deitado. Este signo é a pura representação em duas dimensões do fluxo Torus visto de perfil, ou seja, é a representação simplificada do fluxo natural. Se o símbolo do infinito for elevado para três dimensões, novamente temos o fluxo Torus completo. Nos dias de hoje, com o advento e avanço da mecânica quântica, temos a teoria do Campo Unificado, um campo inteligente e consciente que une tudo e todos. A possível estrutura subjacente a este campo é a notável forma geométrica conhecida como Vector Equilibrium, que por possuir todos os seus vetores com o mesmo tamanho e relação angular, é a única forma que proporciona um equilíbrio vetorial absoluto e, portanto, é a forma mais natural para que o equilíbrio do Universo se perpetue como é. Um fato interessante a respeito do Vector Equilibrium é que ele surge naturalmente a partir da Semente da Vida, de forma que o fluxo Torus, a geometria do Vector Equilibrium e da Semente da Vida estão intimamente ligadas, sendo representações do fluxo, da estrutura e do código do Universo": comentários também no site do Instituto Vector Equilibrium.


    ResponderExcluir
  5. "Para que o Campo Unificado se estabilize tal como foi proposto, e una tudo e todos, matéria e anti-matéria, bem como todas as formas de energia, de manifestação e de potencial, ele necessariamente tem que ser um campo de retroalimentação para que o equilíbrio e a harmonia sejam mantidos. Como podemos observar, a Natureza segue um padrão, e esse padrão é repetido nas escalas do micro, médio e macro cosmos. Levando em conta a regularidade dos padrões da natureza, as informações étnicas e ancestrais e a especificidade da física vetorial aplicada às teorias da mecânica quântica, pode se concluir o que muitos já concluíram: que Universo está contido em um grão de areia, e o padrão do fluxo Torus esta presente em nós e em tudo a nossa volta, inclusive no campo que estabiliza a matéria, tudo e todos os seres vivos da Terra e do Universo": Instituto Vector Equilibrium.

    ResponderExcluir
  6. Você pode colocar aqui a sua opinião ou então mande a sua mensagem pro e-mail da redação do nosso blog que é navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  7. Vídeos, fotos, material de informação, você pode enviar diretamente pro e-mail do nosso editor de conteúdo padinhafrancaq603@gmail.com

    ResponderExcluir
  8. "Olha, achei tudo isso surpreendente, pela primeira vez conheço estas informações": comentário de Neusa Pereira Ribeiro, de São Paulo, Tecnologia da Informação que ainda nos escreve que "vale a pena ver e investigar tudo o que é nova informação e positivo para o ser humano e a vida".

    ResponderExcluir
  9. "Fiquei escandalizada no vídeo com a denúncia de "despopulação", a pretexto de controlar o aumento populacional crescente, governos e empresas que alcance mundial pensarem em promover "diminuição" populacional, através de vírus e de outros artifícios desumanos": comentário de Sônia Mendes dos Santos, do Rio de Janeiro, formada em Direito pela UFRJ.

    ResponderExcluir
  10. Parabéns pela excelente matéria e alerta

    ResponderExcluir

Translation

translation