sábado, 13 de outubro de 2018

CARROS ELÉTRICOS VÃO RODAR MAIS POR AÍ A PARTIR DE 2030 MAS ESTE AVANÇO NÃO CHEGARÁ POR AQUI NO PAÍS DOMINADO PELO PETRÓLEO E SEM GESTÃO AMBIENTAL

Israel já criou plano para eliminar veículos à gasolina e diesel em 12 anos:  o desafio lá é se afastar da indústria local dos motores à gasolina ou diesel e avançar porém por aqui (paraíso dos combustíveis fósseis ou o reino do petróleo) no Brasil o futuro dos carros ainda está distante tanto quanto demora o desenvolvimento sustentável vir a ser uma realidade num país ruralista



A virada pro futuro ainda longe do Brasil


Em Jerusalém nem israelenses nem palestinos não poderão mais comprar veículos movidos a gasolina e diesel depois de 2030, decidiu agora o Ministério da Energia de Israel que está divulgando um plano para substituí-los por uma geração de carros elétricos (e também  caminhões que usam como combustível gás natural). O desafio será criar uma “massa crítica” inicial na mentalidade da população do Oriente Médio para poder desviar a indústria local dos motores à gasolina e diesel, disse o ministro deste setor, Yuval Steinitz: "Nós já estamos incentivando a virada ao financiar agora estações de recarga, mais de 2.000 novas estações de recarga em todo o país”. Além disso, a Reuters informou outra decisão governamental já vigorando, reduzir a taxação dos carros elétricos para quase zero para ele ficarem maias acessíveis para o consumidor imediatamente. Tudo o que deveria estar sendo feito no Brasil, onde o processo de inovação é muito, muito mais lento (confira sobre este problema o vídeo que está hoje aqui no blog, do jornalismo da TV Brasil, OK?).



 Israel já montou uma rede de abastecimento...

...como uma das medidas para agilizar a virada


A campanha a favor dos carros elétricos é parte de um plano mais amplo para acabar com a dependência israelense da gasolina, do diesel e do carvão, iniciando rapidamente uma virada na estrutura energética por lá. Nos últimos anos Israel além de se convencer que os carros elétricos são a opção mais  econômica e mais ecológica a bem do meio ambiente e da saúde da população, também descobriu por lá grandes depósitos de gás natural, um combustível fóssil menos poluente: o site da revista Exame da Abril está fazendo uma matéria sobre este fato, Israel está avançando assim em duas frentes suas estações de energia. Enquanto isso, aqui no Brasil há presidenciável querendo acabar com a chance dum avanço ambiental a curto ou médio prazo, fechando o Ministério do Meio Ambiente, que foi conquista histórica do maior valor do movimento ecológico, científico, de cidadania e submetendo este setor (fator decisivo de desenvolvimento sustentável) ao Ministério de Agricultura, que hoje em dia é totalmente servil aos interesses de lucro com a exportação do Agronegócio. Num país ruralista, o futuro pode demorar mais para chegar...



Este é o elétrico que a VW lançará no mercado

Um jovem estudante criou este carro elétrico...


No caso de Israel, o plano agora foi divulgado um dia depois de um relatório da Organização das Nações Unidas sobre as ameaças de caos no clima e no ambiente, a ONU definiu de forma clara que o impacto das  mudanças climáticas pede grandes avanços na maneira como a humanidade hoje usa a energia. Israel ouviu o bom senso, o Brasil, não. 


Na Europa e nos States já havia carros elétricos pioneiros já no Século 19...

Esta tecnologia está plenamente desenvolvida hoje


"Se você está acostumado com a rapidez na evolução de produtos eletrônicos, então se prepare, pois os carros já estão alcançando um nível bem parecido, pelo menos os movidos por bateria. Em 2009, os elétricos tinham autonomia suficiente para suas pretensões, que se resumiam em apenas 160 km no máximo, hoje a autonomia do carro elétrico pode chegar a 500km segundo os mais atuais estudos de mercado", avalia Ricardo Oliveira, no site que é especializado no tema Notícias Automotivas: confira também informações e mensagens na seção de comentários aqui no blog da gente)

 Há como popularizar os carros elétricos mas isso exige gestão econômica e ambiental...


Fontes: exame.abril.com.br – Reuters – AFP
              noticiasautomotivas.com.br
              folhaverdenews.blogspot.com

6 comentários:

  1. "Já é muito rápida evolução dos carros elétricos, algo para o que o Brasil ainda não acordou. Agora a coisa mudou. Carro elétrico não é mais um veículo apenas para uso urbano e as pesquisas de 20 anos atrás ficaram totalmente desatualizadas em poucos anos. A virada para o segmento veio da crise econômica de 2008/2009, que fez alguns fabricantes pedir falência e praticamente todos os demais a reverem suas políticas e estratégias": comentário de Ricardo de Oliveira, no site especializado Notícias Automotivas.

    ResponderExcluir
  2. "Na história desta virada, a China, devoradora de automóveis, queria tudo e todos de uma só vez. Na Europa, mergulhada em crise, a recuperação se iniciava lentamente, mas o diesel ainda era o senhor feudal nos três principais mercados. Já o Brasil, alimentado por injeções de IPI diretamente na veia, era o paraíso na terra ocidental. Então, vem a Nissan com seu Leaf, mostrando um futuro global plugado. Renault vai além e apresenta uma gama completa de elétricos e até um sistema de troca de baterias automatizada. Naquela época, era a solução para a baixa autonomia das células de íons de lítio, o que de fato viria a revolucionar o segmento, saindo de notebooks, tablets e smartphones para ganhar as ruas, literalmente. A “nova” GM tinha no Volt a sua salvação de imagem, os elétricos salvando a economia e a ecologia": comentário também do especialista Ricardo Oliveira, Notícias Automotivas.

    ResponderExcluir
  3. Logo mais, aqui nesta seção, mais informações, também por aqui mensagens e opiniões: você pode postar aqui direto o que você pensa a respeito ou então, se preferir, envie seu conteúdo pro e-mail da redação deste nosso blog de ecologia e de cidadania, mande para navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  4. Vídeos, fotos, material de informação em geral, sugestões de pauta, noticiário, críticas, você pode também enviar direto pro e-mail do editor de conteúdo deste nosso blog, mande então para padinhafranca603@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. "Já en 1800 e pouco existiam carros elétricos movidos a pelhas recarregáveis, por exemplo, taxis em Nova Iorque. enfim, já é uma história de 200 anos a busca por veículos econômicos que sejam silenciosos e não poluam o ar, pelo menos na Europa e nos Estados Unidos. No Brasil, nas décadas de 60 e 70 um pioneiro João Conrado, foi boicotado e vendeu a patente para multinacionais. Olha, a Parker ainda em 1884 já fazia rodar um veículo elétrico de bom desempenho, então, já passou da hora deste avanço": comentário de Mariana Gurgel Conrado, de São Paulo, tecnóloga.

    ResponderExcluir
  6. "Há 20 ou 30 anos se falava em uma autonomia de 80km para os carros elétricos, que hoje já podem rodar sem parada para o abastecimento 500 quilômetros diretos, o que falta avançar é mesmo a classe política, a tecnologia avançou e os governos pararam no tempo ou regridem": comentário de José Andrade Ramos, de Belo Horizonte, economista, mestrado na UFMG.

    ResponderExcluir

Translation

translation