terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

CIENTISTAS ALERTAM SOBRE AGROTÓXICOS E PESTICIDAS QUE AMEAÇAM EXTINGUIR NÃO SÓ INSETOS MAS TAMBÉM AVES OU PEIXES E OUTROS ANIMAIS ATÉ MESMO OS HUMANOS

Extinção de insetos também das abelhas repercutirá de forma catastrófica até para a própria humanidade prevê pesquisa da Biological Conversation: confira aqui um resumo da informação desta futura tragédia mundial


Os insetos essenciais para a última ecologia 



A notícia de maior impacto ambiental hoje está no Jornal do Brasil em destaque sobre efeitos da utilização de pesticidas e da agricultura intensiva na visão da pequisa, da ciência e da tecnologia, agrotóxicos são os principais responsáveis pela perda maciça de insetos, algo que irá resultar também numa destruição em cadeia na natureza, com a morte de aves, répteis, anfíbios e peixes que se alimentam destes seres, quebrando assim a ecologia da vida na Terra. A seguir os principais dados sobre esta investigação científica. 


Sem os insetos os pássaros serão extintos também no mesmo processo de destruição

Representando dois terços de toda a vida em nosso planeta, os insetos poderão já estar extintos dentro de um século, de acordo com esta primeira análise científica global publicada pela revista Biological Conversation, que está agora sendo divulgada internacionalmente pelo site Sputinik e em nosso país pelo portal do  JB. Com uma taxa de extinção oito vezes mais rápida do que o respectivo índice para aves, mamíferos e répteis, o estudo afirma que mais de 40% das espécies de insetos em todo o mundo estão atualmente em um perigoso declínio.



Algumas espécies já sofrem mais desde já esta situação

"A tendência dos insetos na situação hoje é que este sexto maior evento de extinção está impactando profundamente muitas formas de vida em nosso planeta. As repercussões que isso terá nos ecossistemas do planeta são, no mínimo, catastróficas": alerta do cientista Francisco Sanchez-Bayo.


 Caso sejam extintas as abelhas e outros insetos...

...o ser humano e todo animal também desaparecerão


Caso a perda de espécies de insetos não for interrompida, isso causará realmente consequências catastróficas para a sobrevivência de todos seres vivos terrestres e também da humanidade, concluiu a pesquisa: "É muito rápido. Em 10 anos você terá um quarto a menos, em 50 anos restará apenas metade e em 100 anos não terá nenhum inseto", disse Sanchez-Bayo ao jornal The Guardian, confirmando a previsão de rápido declínio das populações de insetos. Para o especialista, a "intensificação da agricultura" e o uso de pesticidas e herbicidas são os principais fatores que já estão impulsionando esse declínio, e "se esta fonte de alimento for retirada" muitas aves, répteis, anfíbios e peixes que comem insetos poderão morrer de fome. O fato causará que será a maior tragédia ambiental da Terra nas próximas décadas. 

Todo o time planetário dos insetos ameaçado...

"Quando se considera que 80% da biomassa de insetos terá desaparecido em 25 ou 30 anos, isso é muito preocupante", concluiu o cientista Sanchez-Bayo em entrevista à BBC.  


...e com eles toda a vida animal que ainda sobrevive


(Confira mais informações na seção de comentários deste blog de ecologia e de cidadania, estes dados nós obtivemos no site da Embrapa, há também outras mensagens, OK?)



Pássaros diretamente ameaçados também pela overdose de pesticidas, agrotóxicos e etc


Fontes: jb.com.br - Sputinik - The Guardian - BBC News
              folhaverdenews.com.br

7 comentários:

  1. Um pesquisa internacional também com a participação da Embrapa do Brasil, feita antes deste estudo impressionante da revista Biological Conversation que estamos postando em nosso blog, já indicava como solução cuidar dos insetos além do mais como alternativa para alimentar peixes e aves que hoje em dia já passam fome...Confira a seguir alguns trechos desta outra pesquisa também de importância, a seguir, por aqui.

    ResponderExcluir
  2. "É possível substituir gradualmente a ração convencional de peixes e aves, à base de farinha de peixe e farelo de soja, por uma dieta equilibrada com insetos. Cientistas brasileiros e de Camarões, na África Central, comprovaram essa opção, em uma pesquisa conjunta que acaba de ser concluída. Eles estão trabalhando para que insetos como o besouro tenébrio (Tenebrio molitor), o grilo-preto (Gryllus assimilis) e a mosca soldado negra (Hermetia illucens) sejam alimentos alternativos para aves e peixes criados em cativeiro na agricultura familiar. A criação de insetos na propriedade ainda pode ser integrada à produção de fertilizantes por meio da decomposição de matéria orgânica realizada por suas larvas. Importante para uma biotecnologia e uma realidade mais ecológica no campo": comentário de Janaína Kimpara, a pesquisadora que coordenou este estudo internacional.

    ResponderExcluir
  3. "Os testes e os resultados mostram que estamos no caminho certo na busca de alternativas alimentares sem impactos negativos para a piscicultura e para a avicultura, além de atenuar a destruição dos insetos e dos ecossistemas pelos pesticidas e agrotóxicos em excesso”: comentário também da pesquisadora Janaína Kimpara, da Embrapa Meio-Norte (PI), que coordenou estes estudos: “Precisamos agora avançar na pesquisa para que as rações de peixes e aves possam receber percentuais maiores ainda de insetos, iniciando assim um novo ciclo alimentar nas pequenas propriedades”. (Com certeza, isso é muito positivo na luta para restaurar a ecologia rural, comenta por aqui o editor deste blog).

    ResponderExcluir
  4. Logo mais, venha conferir, vamos postar aqui nesta seção do blog da gente, mas informações, tanto sobre o estudo da revista Biological Conversation, nossa matéria de hoje, como sobre mais alguns detalhes sobre a pesquisa internacional sobre o valor dos insetor, com a participação da Embrapa do Piauí. Venha conferir e participe da nossa edição, você pode por direto aqui o seu comentário ou se precisar ou preferir envie sua mensagem pro e-mail da redação do blog Folha Verde News, via navepad@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  5. Vídeos, material de informação, fotos, sugestões ou críticas, você pode também enviar diretamente pro e-mail do nosso editor de conteúdo padinhafranca603@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. "Este vídeo da Band News que vocês estão postando aqui no blog é histórico e acredito que explica pelo menos em tese o que veio a acontecer com o grande jornalista. Acabo de ver uma entrevista com Johnny Saad, diretor do Grupo Bandeirantes, que falou o seguinte:" Brasil de tragédias, barragem inadequada, CTs inadequado, helicópetero inadequado": comentário de Rúbens José Oliveira, estudante de Comunicação na USP.

    ResponderExcluir
  7. "Os desequilíbrios nos ecossistemas já estão grandes e se manifestam no clima, na saúde das pessoas, na falta ou no excesso de chuvas, nas secas ou na inundações, neste caso dos pesticidas e agrotóxicos o desarranjo será geral em todo o meio ambiente, foi o que captei em palestra de biólogo na FGV que inclusive citou esta pesquisa enfocada aqui": comentário de Durval Ribeiro, que atua com relações internacionais e com turismo, de São Paulo.

    ResponderExcluir

Translation

translation